fbpx
O que é IaaS (Infrastructure as a Service)
Definição

Infraestrutura como Serviço, ou IaaS (Infrastructure as a Service) na sigla em inglês, é um modelo de Computação em Nuvem que disponibiliza recursos computacionais como processamento, memória, armazenamento, banco de dados e servidores acessados via Internet ou por uma rede privada. Os principais fornecedores de IaaS são Amazon Web Services (AWS), Microsoft Azure, Google Cloud Platform e outros, como Oracle e IBM.

Benefícios

Empresas que optam por contratar recursos de TI em um modelo IaaS usufruem de benefícios financeiros e operacionais.

Redução de custos

Esse é um dos principais benefícios de IaaS. A contratação da infraestrutura como um serviço implica que a responsabilidade pela instalação e manutenção de hardware é do provedor. Dessa forma, o custo total de propriedade (TCO, do inglês Total Cost of Ownership), que também inclui custos como energia elétrica, espaço físico, mecanismos de redundância e outros, diminui em relação a uma infraestrutura local. Como não há necessidade de investimentos iniciais, pode-se montar a infraestrutura e crescer de acordo com a demanda.

Escalabilidade

A infraestrutura como um serviço acompanha as necessidades dos clientes. É possível aumentar ou diminuir facilmente o número de recursos contratados, evitando assim a ociosidade de equipamentos.

Agilidade

Em soluções IaaS, a rapidez com que novos recursos podem ser contratados é importante também em termos de custo de oportunidade. É possível contratar novos recursos, como servidores e bancos de dados, em questão de segundos ou minutos.

Disponibilidade

Usando o modelo IaaS é possível aumentar a disponibilidade de aplicações e dados assim como sua tolerância a falhas. O cliente pode optar por replicar seus dados em outras zonas de disponibilidade, separadas fisicamente, o que diminui o risco de ter os seus negócios afetados por desastres (falha de equipamentos, redes, dentre outros). O cliente pode ainda reduzir o tempo de latência de suas aplicações ao utilizar servidores em regiões onde se deseja tornar a aplicação disponível.

Melhor aproveitamento da equipe de TI

Como é de responsabilidade do provedor manter a infraestrutura física estável, a equipe de TI pode se concentrar em outras tarefas que agreguem mais valor para o negócio.

Aplicações

A Infraestrutura como Serviço é aplicada de diversas formas para otimizar e resolver problemas em negócios. Alguns usos comuns são armazenamento e backup, análise de Big Data, computação de alto desempenho, suporte a aplicativos web e hospedagem de sites. Abaixo dois casos de migração para a nuvem para ilustrar as vantagens do IaaS em situações reais:

GE Healthcare

A GE Healthcare é um conglomerado multinacional, com sede em Chicago – EUA, fabricante de agentes de contraste, medicamentos radiofarmacêuticos e equipamentos para diagnóstico médico. A empresa migrou seus aplicativos web antes hospedados localmente para a Microsoft Azure, criando uma arquitetura flexível e automaticamente escalável que acompanha o crescimento dos negócios sem a necessidade de reconfigurar a infraestrutura. Além disso, pacientes, equipes médicas e administradores passaram a ter acesso a relatórios e diagnósticos em tempo real.

Folha Dirigida

Em maio de 2018, a Kendoo apoiou a migração do site da Folha Dirigida para a AWS (Amazon Web Services). Sendo o maior site sobre concursos do país, o número de acessos e consultas ao banco de dados excedia a capacidade da infraestrutura e afetava a disponibilidade do site, que ficava fora do ar regularmente. Com a migração para a AWS foi possível configurar escalabilidade automática para os horários de pico, o que tornou o site estável sem, no entanto, manter equipamentos ociosos durante os horários com número de acessos e consultas menores.

Conclusão

Infraestrutura como Serviço é um dos três principais modelos de Computação em Nuvem, sendo os outros dois Plataforma como Serviço (PaaS) e Software como Serviço (SaaS). Ao usar a Infraestrutura como Serviço, o cliente passa a responsabilidade da manutenção e gerenciamento da infraestrutura física para o provedor. Isso não só pode reduzir custos como também o tempo gasto em atividades de operação do datacenter. Ao invés de se concentrar nessas atividades, os clientes podem focar na verdadeira natureza de seus negócios.

Entre em Contato